livrarias

Espaço Livro e Leitura Tião Pinheiro

Totalmente digital, o “Espaço Livros & Leituras” da 39ª Semana da Cultura e 3ª Feira Literária Portuense, a FLIP, tem a honra de levar o nome do jornalista e escritor Tião Pinheiro, considerado um dos mais importantes poetas da literatura regional.
Com esse propósito, o Espaço Livros & Leituras de Tião Pinheiro, recebe 500 livros, 240 escritores e lançará centenas de obras literárias de escritores portuenses, tocantinenses e de outros Estados, consolidando assim, a FLIP como a maior Feira Literária do Tocantins.
Aqui também se acolhe editoras, livrarias e distribuidoras importantes como a Psicoteste, Veloso, Semente do Verbo, Mundo Gospel, GEP, Educar Livros, Livraria Espírita Caminheiros de Jesus, Expressão Popular, ABC, Bookafé, EDUFT, Nagô e Agnus Dei.
As Academias de Letras do Estado também participam deste evento: Academia de Letras e Artes de Porto Nacional (ALAPORTO), Academia Palmense de Letras (APL), Academia Gurupiense de Letras (AGL) e Academia Dianopolina de Letras (ADL).

Tião Pinheiro

José-Sebastião-Pinheiro


A cidade de Porto Nacional há muito tempo já recebeu o título de Capital Cultural do Tocantins, porém, desde o início da atual gestão municipal, vem atuando no resgate da cultura portuense, onde faz questão de trabalhar em prol do fortalecimento das tradições e de manter viva a memória da população quanto às nossas origens culturais e artísticas.
A cada edição, a Semana da Cultura e a Flip traduzem isso, a história e a produção artístico-cultural do povo portuense.
Poesia e ficção, romance, história, jornalismo, literatura e humor são alguns dos temas que atravessam a 39ª Semana da Cultura de Porto Nacional. Tião Pinheiro, expoente da literatura regional, é membro das Academias Tocantinense (ATL) e Palmense de Letras (APL) e da Academia de Letras e Artes do Nordeste Goiano (Alaneg). Ele tem títulos de Cidadania, do Tocantins, Palmas, Porto Nacional e Arraias, e de Honra ao Mérito, de Barra do Garças-MS.
Também foi o autor regional indicado para o vestibular da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em 2013/2 com a obra “De Sonhos e de Construção”, que reúne poemas e foi lançado em 2008. Em 2015 foi o autor regional homenageado no 9º Salão do Livro do Tocantins juntamente com o cartunista e autor da Turma da Mônica, Maurício de Souza.
Filho do músico e lavrador, Dionísio Gonçalves de Souza e da funcionária pública, Zenith Pinheiro de Souza (ambos já falecidos), Tião Pinheiro saiu de sua cidade ainda menino, em busca de estudos. Aos 12 anos de idade foi de carona para o interior de Suzano (SP), onde estudou por dois anos até voltar para Monte Alegre e, depois, para Porto Nacional, então norte-goiano.
Nesta cidade, a partir de 1969, entrou para o Seminário São José e foi aluno do tradicional Colégio Sagrado Coração de Jesus, das freiras dominicanas -viveu o que considera o seu principal período de aprendizado. Além de seminarista, Tião Pinheiro trabalhou em loja de móveis, supermercado, em empresa de transporte aéreo, tratorista agrícola e, ainda em Porto Nacional, conquistou prêmios em vários festivais regionais de música. Se encantou com a causa da divisão de Goiás e consequente criação do Tocantins.
Tião Pinheiro é um jornalista goiano com 42 anos de profissão, poeta com cinco livros publicados, e compositor com três discos lançados e músicas gravadas por artistas como Oswaldo Montenegro, Trio Yucatan, Tropical Trio, Paulinho Pedra Azul, Maria Eugênia, Thales Jr, o franco-argentino Jean Pierre Noher, a argentina Belén Pasqualini, entre outros.
Como jornalista, atuou nos jornais Folha de Goyaz e O Popular (de Goiânia); fez assessoria empresarial, política e cultural; e desde 1988 é Editor-Chefe do Jornal do Tocantins, função que divide com a de Supervisor Editorial do Jornal Daqui (Palmas) e Coordenador de Jornalismo da Rádio CBN Tocantins (Palmas e Araguaína). Foi noticiarista do Sistema de Rádio do Grupo Jaime Câmara no Tocantins.
Natural de Monte Alegre de Goiás, onde nasceu no dia 9 de maio de 1954, Tião Pinheiro é formado em Comunicação Social – com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e Máster em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Navarra (Pamplona-Espanha) e Centro de Extensão Universitária de São Paulo (São Paulo). Ele também se formou em Agrimensura pela então Escola Técnica Federal de Goiás (ETFG), mas não chegou a exercer a profissão